quinta-feira, 6 de junho de 2019

O Amor Salva do Deserto



Numa certa noite triste outonal
Você veio, gentilmente, a mim,
Ao encontro do meu deserto.
Meus caminhos eram solitários,
Difíceis eram meus acessos,
Você desvestiu meus ninhos...
Foram dias de fiéis tentativas,
A se pôr no meu longo percurso
Numa doce disposição interna
 De muito zelar pela sua Rosa.
Eu tornei a florir, confiei em ti...
Não me deixou sufocar pela areia,
Ficar pelo deserto numa cadeia.
Cuidou sempre e bem de sua Rosa, 
Eu só precisava de bom carinho
Do meu lindo amado jardineiro 
Do Amor em forma de bela flor.

3 comentários:

  1. Maravilhoso quando o amor chega novamente e faz florir... Lindo poema inspirado nesse bom jardineiro! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Sem amor a vida não tem sentido... querida amiga!
    É o amor que nos dá força para continuar todos os nossos caminhos!
    Seja muito feliz com esse lindo amor, que seja amor para sempre!!!
    Beijo com meu carinho minha irmã em Cristo!

    ResponderExcluir
  3. Boa noite querida Rosélia, demorei mas cheguei rs
    Linda inspiração, nos jardins da vida sempre encontramos o amor!
    Estou fazendo minha última visita aos amigos blogueiros, mas estarei sempre no face e as voltas com minha página de trabalho.
    Foi um prazer imenso estar aqui,lhe desejo uma abençoada semana, beijos no coração!

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails