quarta-feira, 16 de maio de 2018

Brincadeira de Criança (XIX) Bahia



Neste feliz e saudoso passeio,
Meu coração não tem receio,
Só curto, sorrio e saboreio...


Muito eu devo à Bahia:
Da avó paterna, a alegria,
Livre de toda nostalgia...





Solidão

(Clarice Lispector)


Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo.



Um comentário:

  1. Adoro a Bahia e me sinto em casa por lá! Lindo brincar lá! bjs, chica

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails