segunda-feira, 14 de maio de 2018

Brincadeira de Criança (XIV) Casimiro de Abreu


Harmonia com a natureza,
Para encontrar muita beleza, 
Nada de alimentar só tristeza!


Florescer sempre na doce vida,
Combater o desânimo na ermida, 
Ser flor linda e da mais colorida!


Brincar e não se sentir perdida,
Econtrar abrigo e boa guarida, 
No colo da mãe: me faz erguida. 



Aqui, morava minha tia amada... minha mãe cá na terra...

Assim eu vejo a vida
A vida tem duas faces:
Positiva e negativa
O passado foi duro
mas deixou o seu legado
Saber viver é a grande sabedoria
Que eu possa dignificar
Minha condição de mulher,
Aceitar suas limitações
E me fazer pedra de segurança
dos valores que vão desmoronando.
Nasci em tempos rudes
Aceitei contradições
lutas e pedras
como lições de vida
e delas me sirvo
Aprendi a viver.





Um comentário:

  1. Lindas e bucólicas fotos e bom te ver "brincar" por lá! bjs, chica

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails