sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Vá e Faça o que Deve!



Eu gosto de delicadeza,
Seja nos gestos, nas palavras, nas ações,
No jeito de olhar, no dia a dia, e até no que
Não é dito com palavras, mas fica no ar...
(Manuel Bandeira)




I

Uma voz susssurou ao ouvido:
Vá e faça o que tem, que deve!
As coisas adquirem uma força estranha 
Quando elas têm de acontecer...

II
Porta que se abre,
Ele chega me encorajar
Daí em diante...
Tocamos nossas vidas com paz, graça, 
Delicadeza, serenidade...

III

Lembranças ruins são deixadas para trás...
Há alimento novo,
Valores agregados,
Um está com o outro,
Estamos com Deus,
E como meninos num baleiro...

IV

Somente o amor pode faze girar 
Esta roda emperrada do mundo...
Reciprocidade...
Luzes apagadas
Sonhar e adormecer...
Beijo selado...

V

Troca de energia positiva,
Temos leões dentro de nós...
Somos felizes e fazemos felicidade,
Construímos nossa felicidade juntos...

VI

Pulsamos em sintonia...
Coração valente começa a viver, desde então!
Há suavidade no dormir
Beijo suave nos olhos são dados,
Carinhosos abraços...

VII

Aconchegante descansar e adormecer são tidos...
Há coragem ganha!
Há um novo astral vivido!
Ele se guia pela luz dos olhos da amada...

VIII

Quando se dorme com beijos nos olhos
Nunca se deixa de dormir feliz...
Há um lindo amanhecer!
Deus os protege de todos males e perigos.
Ser!




Nova lei:
"Ninguém pode tirar sua felicidade!"
Numa dedicação que nos faz grandes aos dois...


"A FELICIDADE É ALGO QUE A VIDA VAI OUTORGANDO ATRAVÉS DE INFINIDADE DE PEQUENOS INSTANTES."





Um comentário:

  1. Palavras bem reflexivas Rosélia!
    Para você desejo,um feliz dia do poeta.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails