sábado, 12 de agosto de 2017

Todo Amor é um Clássico


I

Os mais puros sentimentos, pura doação,
Deus permitiu nascer em nosso coração.
Sou uma flor, fico sem ação,
Cuide-me com carinho...

II
Meus dias são mais azuis em seu ninho...
Sou muito amada e amo,
No querer bem todo gratuito,
Sem intenção que não seja reta.

III

Há força e suavidade concomitantemente,
Os abraços estonteiam,
Os beijos provocam devaneios,
O coração não mente,
Há desejos sadios, ardentes.

IV

Sinto-me flor doce e perfumada,
Emoção a todo vapor,
Com cheirinho de amor...
Ah! A doce espera do Pequeno Príncipe,
Gigante no amor!

V

Ele tarda, mas não falha, soberanamente,
Há mimo, amor, carinhos,
Há paz e deleite amorosos,
 Há calor, perfume no ar,
Respiração ofegante.

VI
Um quase extenuar.
De forma muito elegante,
A eternidade se torna instante,
Muito amor jorrando no coração dos amantes,
Amam-se sonhadoramente,

VII

Surpreendentemente,
Um amor que chega desprevenidamente,
Sem avisar ou sequer pedir,
No ir e vir dos sábios corações...

VIII

Que vibram em uníssono de paixão...
Há canto na alma feliz como condiz...
Há pássaros que gorjeiam felizes canções!
Ah! Misterioso amor lindo!

IX

Como um fiel anjo guardião,
A felicidade do dia a dia,
Desmedidamente,
Esbanjar de alegria plena,
Culminando no gozo suave de corpo e alma.

X

Que muito se amam e se doam...
Há pura sintonia,
Cumplicidade e alegria!
Um romance abençoado que renova
Dois seres enamorados num poço de desejos.

XI

Que muito se amam e se doam...
Há pura sintonia, desejos
Cumplicidade e alegria!
Um romance abençoado renova

Dois seres enamorados...

XII

Ardentes e sigilosos,
Doce encanto, doce amor que inova,
Fantasia do amor saciada,
Plena, ternamente,

Há carinho, admiração sincera, profunda!

XIII

Momentos acelerados de alegria e prazer,
Incondicionalidade bonita e romântica,
Nada a perder!
Há vida, alegria nos olhos!
Corações apaixonados!

XIV

Há direitos! A mente concebe e pede!
Carinhos e atenção doados,
Surpreendentemente...
Atrelados num nó sem corrente,
Tão lindo ,envolvente!

XX

Embalados para presente,
Com um lindo laço!
Almas se enterelaçam,
Corpos se fundem,
Amor ardente
Sem falsos pudores
Só puro amor
No peito!



"Bem-aventurados os corações que buscam o amor em toda sua plenitude,
que não têm medo de amar, de dizer "Eu te amo", e de pagar para ver,
que encaram este furacão de sensações, este vendaval de emoções,
que chamamos intimamente de AMOR."






2 comentários:

  1. Linda a poeticidade ao serviço do nobre sentimento que é o amor!

    ResponderExcluir
  2. Sim todo amor é um clássico.
    É divino e faz de cada instante uma eternidade.
    Belíssima construção Rosélia.
    Bjs de toda paz amiga

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails