quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Fictícia História


Fictícia História

Sou um bule rachado,
Sou envelhecido,
Sem embargo, sirvo a todos...  
Sou desgastado pelo tempo, 
Entretanto, dou meus últimos goles
Aos demais... 
Sem pestanejar, vou servindo 
Pois quem não serve para servir 
Não serve para viver... 
Contudo, vão me enchendo sem parar
Até pelar-me de tão quente,
O que colocam em mim. 
Não percebem que eu sinto dor nas costas
E em toda parte do meu corpo
Pela minha idade... 
Esparramo já líquido,
Bem que poderiam
Colocar-me numa cristaleira...

2 comentários:

  1. Muito legal essa história.Lá pro blog da Margarida, 77 palavras,não? bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Rosélia!
    Gostei muito, beijinhos no coração e feliz final de semana.

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails