terça-feira, 8 de novembro de 2016

Estar Floridamente Só!



Estar Floridamente Só

Hoje me vi só 
Depois de longos dias 
Cheia de gente e flores... 
Cores multicolores
Flores de todo tipo
Entre quimeras mil
Passeando dentro de um grande jardim em festa
Estive eu...

Cá chegando, fiquei pensando:
Estou tão feliz ultimamente
Que preciso guardar energia.
Nem sempre se vive de consolação,
Contemplada com a exuberância das flores...
Trazidas na memória
Da capital nacional das flores
A doce e encantadora Holanda da América Brasileira.

Senti saudade do meu animalzinho de estimação
Que, justamente,
No retorno de uma viagem,
Há mais de sete anos,
Se foi e nunca mais voltou
Para que pudesse abraçá-lo 
Aquele meu amiguinho
Que, num Natal, foi o meu único companheiro
Numa virose de cama estando eu...
Afinal, todos se divertiam
Vinham me ver...
Mas eu estava só com ele 
E comigo da mesma forma ele...
Sinto vontade de chorar neste instante
Ao me deparar com a imagem acima
Com o sentimento do dia
Inebriante pelo encanto das flores trazidos...
De introspecção 
Pala saudade sentida!

Agora, neste exato momento,
Entendi-me:
Nem só de flores 
Mas...
De saudade, também se vive...


9 comentários:

  1. É bem assim mesmo,Rosélia e por isso temos que saber nos adaptar aos dias que chegam...bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Olá,Rosélia... mui belo...penso que quando sentimos a presença da ausência do que tanto amamos e portanto, não há de se ficar apenas perdido no passado, é a saudade que nos faz viver... Belo final de semana,belos dias,abraços!

    ResponderExcluir
  3. Um poema florido e muito belo...

    Esvreveu o Drummond...
    «Por muito tempo achei que
    a solidão é falta.
    E lastimava, ignorante, a falta.»

    Querida amiga, tem de me ensinar
    qual é a «Holanda brasileira»...

    Terno abraço, Rosélia.
    ~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  4. No teu jardim de flores,ditas a tua alma...
    Belo...
    Beijinho

    ResponderExcluir
  5. Que beleza Rosélia! Por vezes nos embatemos em sentimentos contrastantes que nos ocorrem ao mesmo tempo e quiçá por qual razão neles está quase sempre a saudade presente...Bom demais te visitar aqui,abraço fraterno!

    ResponderExcluir
  6. Que lindo Rosélia, e temos mesmo que ir nos moldando entre solidão e dias cheios de gente.
    Um grande beijo e feliz semana!

    ResponderExcluir
  7. Que linda postagem Rosélia
    E de saudade também se morre( meu pai morreu após um mês que mamãe morreu)
    Que Deus a abençoe e proteja
    Beijos
    Minicontista2

    ResponderExcluir
  8. Quantas vezes as boas recordações iluminam o nosso coração.
    Maravilhoso!
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails