quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Escutar!



Escutar:
Pai de ternura,
Labor da obediência,
Forte e gloriosa arma...

Pedir a Bondade do Senhor,
Que nos aponta o caminho, 
O socorro de Deus a nós,
Provados como ouro no crisol...

Rebanho turbulento e desobediente,
Ovelhas rebeldes...
Severidade de mestre,
Brandura de Pai...

4 comentários:

  1. Ainda bem há a brandura dEle! Lindo te ler! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Essa brandura do Pai é que nos acalma.
    Bjs Rosélia
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo Rosélia!Boa noite!
    Beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  4. Este amor incondicional do Pai por nós é que nos dá forças para as batalhas do dia a dia
    Belíssimo amiga Roselia
    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails