quinta-feira, 21 de julho de 2016

Medo do Amor (Prosa Poética)

Antônia tinha medo de amar.
Ninguém tem medo sem motivo...
O seu passado foi fatigante, 
Doou-se e não teve retorno algum.
Vivia na solidão e no silêncio do seu coração.
Na realidade, ela encolhera-se, 
Refugiara-se em seu próprio mundo.
De repente, encontrou-se com Alberto 
Numa tarde em que se refrescava à beira do mar 

Sentindo a brisa suave. 

O dia era de um clima distinto ao da época habitual, 

Parecia Primavera no Inverno.
De início, ele nem a notou tanto assim.
Ambos moravam em lugares distantes. 
O destino preparou-lhes uma surpresa.
Quando passeava, Alberto olhou para o seu lado esquerdo 
Reparou uma moça tímida e ofegante.
Sentiu um olhar atraente 
Impulsionado por uma atração terna 

Dirigiu-lhe umas palavras iniciais.
A moça nem se abalou com tal iniciativa 
Agindo diferente do habitual 

Sempre retirava-se quando isso acontecia.
Naquele dia foi diferente, 
Permaneceu imóvel, nada a abalava.
Respondeu, serenamente, a Alberto umas perguntas de praxe, 
Convencionais, nada além do normal.
No outro dia, fazendo sempre ela a mesma coisa, 
Deparou-se, frente a frente, com o moço de fora 

Dos arredores da sua cidade litorânea.
Iniciaram um novo bate papo 
Sentiram-se bem um com o outro.
Até o final das férias, eles encontravam-se diariamente 
Naquele mesmo lugar, à beira da praia, 

Debaixo de uma árvore... 

A menina, já enamorada, a balançar-se.
O que foi feito dos dois moços 
Não cabe nessas linhas 

Um futuro promissor caberia num livro, certamente!
Os que passaram pelo local, 
Dali para a frente, 

Perceberam a ausência da moça e do rapaz falantes e alegres 

Que encantaram aos passantes 

Naqueles dias de férias de Julho...

3 comentários:

  1. Espero que os dois tenham encontrado a felicidade plena.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  2. Boa noite Roselia.
    Que lindo é o amor. Até para quem passava foi sentido a falta dos dois apaixonamos. Muito lindo a homenagem do 7 anos do blog. Li nos blogs dos nossos amigos em comun. Que os seus dias sejam azul. Uma linda semana. Beijos.

    ResponderExcluir
  3. Amores passageiros!
    daqueles que deixam grandes recordações
    sem nunca terem se concretizados,
    ( eu acho, rs )
    bj

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails