terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Custa-me



Aderir ao novo,
Estar exposta,
Barulho excessivo,
Falta de romantismo,
Improdutividade...

5 comentários:

  1. Rosélia querida, que seu novo ano seja repleto de coisas boas, paz, alegrias e muito amor!
    Beijos Feliz Ano Novo!
    Amara

    ResponderExcluir
  2. A mim, também me custa, Rosélia!
    Desejo que 2016 seja pleno de felicidade e realizações,
    abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Que o novo ano nasça desenhando, bordando e realizando nossos desejos, aventuras e claro nossos sonhos.
    Que chegue novinho, recheado de calor, enfeitado de flor e com nuvens de amor.
    Um ano novinho em folha. Um ano abençoado!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Rosélia,
    Uma poesia linda saída da alma.
    A mim também me custa cada vez mais.
    Por isso gosto de escolher lugares calmos e sossegados nem que seja para um simples passeio!
    Adorei o poema e a foto.
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderExcluir
  5. Oi amiga Roselia
    Tocou no fundo da alma estas tuas palavras
    E a mim também custa acreditar e aceitar
    Querida amiga,
    E mais um ano de nossas vidas que se vai levando com ele mais um capítulo da nossa história
    Um novo ano vai nascer... mais um capítulo vamos escrever
    Então vamos começar energizadas com muita fé e esperança de dias melhores
    Que os sonhos que ficaram pendentes nesse ano sejam realizados
    E que os novos projetos sejam construídos com alegria e amor
    E tudo com muita fé em Deus
    Feliz 2016 com tudo o que possa haver de melhor minha doce amiga
    Um super beijo

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails