sábado, 3 de agosto de 2013

Menina Amuada ( VIII )


Esse dindinho me deixou orgulhosa
Com sorriso de ponta a ponta
Me presenteou um jipinho rosa
E a carona certa eu mantinha
Com esses primos e manos eu brincava
De pique esconde, vareta e amarelinha
Toda sorte de cantiga de roda cantava
A embalar minha vida bem afinadinha.




Infância é tempo de brincar!
De boneca, de mãezinha e de casinha,
De professora e de cravo que brigou com a rosa,
Na mais perfeita harmonia!
Ao passar o anel de mão em mão,
Tinha primos bem sabidinhos,
Por serem mais velhos, enganavam-me
E eu, bem amuada,
Ficava com cara de raivinha...




2 comentários:

  1. Com muitas saudades depois de uma pequena ausência
    estou voltando para agradecer seu carinho comigo
    eu entendo ,que a amizade é eterna quando somos amigos de verdade.
    Nessa ausência pude compriender o quanto
    sua presença enche minha vida de esperança.
    Esta sendo difícil passar por mais essa fase
    da minha vida.
    De sorte a minha fé é inabalavel por maior ,
    que seja minha luta procuro ser cada dia mais forte.
    Eu ainda não sei de onde vem minha força,
    mais acredito , que vem do Alto Dos Céus.
    Onde as estrelas e os anjos me cobre de paz e de luz
    restaurando assim minha vida.
    Com muito carinho deixei um premio na postagem
    caso gostar leve por favor.
    Deus abençoe seu final de semana.
    com carinho e minha amizade pra sempre.
    Beijos no coração e na sua alma.
    Evanir.


    ResponderExcluir
  2. Brincadeira puras e inocentes...Mas hoje a brincadeira mudou. As crianças estão perdendo a inocência cedo demais...

    Um grande abraço!

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails