quinta-feira, 18 de julho de 2013

Menina Charmosa ( II )



Fui a mais velha filhinha,
Bem cobrada e exigida.
Sorte a minha, afinal,
A vida não me foi nada fácil
E já estava mais preparadinha...
Com covinha no queixo e tudo,
Vestidinho de brocado
Super formoso e puro luxo!
Recordo-me do tecido
Cada vez que olho a preciosa foto
Deu-me de regalo a moda
E até hoje aprecio um bonito vestido.
Fomos sempre manos e eu os bem mais trajadinhos
Do lugarejo onde vivemos um bocado...
Olhem só os laçarotes
Não eram fitas em forma de charme?

6 comentários:

  1. Lindo mesmo,Roselia!

    Bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Que poema gostosinho, rimado e alegre.
    bj

    ResponderExcluir
  3. Que lindinha!

    A menininha charmosa e a poesia faceira.

    Boas recordações.

    Beijos, Roselia

    ResponderExcluir
  4. QUE FOFINHA, COLEGA!
    ADORO ESSAS IMAGENS ANTIGAS, SÃO LINDAS!
    ADOREI A POESIA. :)
    Ô, COLEGA...
    TEM POSTAGEM NOVA NO MEU CANTINHO. VENHA VISITAR-ME, CÊ VAI GOSTAR!
    TENHA UMA LINDA QUINTA.
    ABRAÇÃO PRA VOCÊ!

    ResponderExcluir
  5. Eu também sou a mais velha dos irmãos, mas não lembro de quase nada deste tempo infantil.
    Pelo jeito em que você estava arrumadinha, sua mãe tinha muitos cuidados contigo, isso é fato demonstrado na imagem.
    beijinhos cariocas


    ResponderExcluir
  6. Como era fofinha... o vestido é lindo mas o laçarote rouba a cena! Como nossas mães conseguiam fazer laços tão perfeitos? Também sou a mais velha e sempre tive que ser exemplo em tudo! Mas é como você disse: a vida não é fácil, nos cobra sempre e já estávamos acostumadas! Aproveita bastante o final de semana! Bjks Tetê

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails