domingo, 26 de agosto de 2012

Deserto x desertos (X)



A festa no deserto
Alegria pura
Ausência do que possa empacar, contristar
Água viva...
Deserto dos ascetas
Deserto dos místicos
Lugar de lucidez
Deserto dos metafísicos
Domínio das emoções
Purificação pelo cadinho
Libertação da ignorância
Prado espiritual
Conquista do Céu
Saída para o mundo sem saída
Inclusão
Compunção
Santidade
Fundir-se no UNO
Doce Presença de Deus
Efusão
Tranquilização do mental
Simplicidade do coração
Bem-Aventurança
Libertação de ego
Pura receptividade!!!
BRISA SUAVE NAS DUNAS...

5 comentários:

  1. Que na brisa suave das dunas, as bem aventuranças da doce presença de Deus, fundam-se em nós, na simplicidade de nossos corações, provocando em nós a efusão do Espírito Santo. Amém! doce abraço!

    ResponderExcluir
  2. Achar-nos no deserto divino é confidenciar com Deus nossa existência misericodiosamente agradecidos!
    Bj. Célia.

    ResponderExcluir
  3. Que lindo ficou este poema, não há deserto que fique deserto com a presença de Deus, beijos Luconi

    ResponderExcluir
  4. Que a brisa suave refresque seu rosto nesse deserto com a presença Divina de Deus.
    Uma abençoada semana beijos,Evanir.

    ResponderExcluir
  5. Hoje vim por este canto!!!
    Vim beber um pouco de poesia.
    A brisa soprou-me no rosto, suave e serena... nem vi o deserto...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails