quinta-feira, 17 de maio de 2012

CIÚME




Sentimento inquietante,
Estranho,
Indecifrável,
O sangue ferve,
A mente embaça-se,
O coração fumega...
Indecisão,
Impulsividade demasiada,
Falta de confiança em si mesmo...
Abandono ao ímpeto,
Ao afeto desordenado,
Alienação do amor,
Nada edificante...
Entretanto,
Nos sucumbe impiedosamente,
Inesperadamente,
Impensadamente...
Falta de segurança interior,
De amor na medida certa,
Escassez de honestidade,
Da outra parte,
Quando fundamentado...
Desenlaça o amor,
Desenternece,
Desencanta,
Retira toda esperança,
Do coração amante...
Congela a ternura,
Expele a bondade,
Desama...


3 comentários:

  1. Linda poesia e participação!Sempre brilhante!beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Tuas poesias são lindas.
    "Na medida certa!"
    Bjos e um ótimo fds

    ResponderExcluir
  3. encantadora, amei o verso :

    Congela a ternura
    Expele a bondade
    Desama...

    tão verdadeiro !

    Tenha um fim de semana bem gostoso, e muita paz no coração !
    http://casascoisaseoutros.blogspot.com.br/
    Beijo no ♥ !

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails