terça-feira, 22 de maio de 2012

AMOR PURO




Eu fui alcançada pelo amor

Sinto o cheiro do amor,
Sinto o som do amor
Sinto o extasiar do amor...
Ah! Levar-me pela doçura desse sentimento encantado.
Inebriante... Sedutor...
Viver sem medo e culpa,
Amar em profundidade,
Beijo de encanto e beleza de alma.
Saltitar... Rejuvenescer...
Amar e ser amada,
Cotidianamente,
Ser muito ... mas muito mais feliz no ordinário da vida,
Pena que desfez-se e esvaiu-se sem vida para robustecer-se...
Nada há de esquálido em meu amor,
Há sim uma beleza interior sentida e respeitada...
Suave ternura quase angelical...
Sinto o voo rasante de duas asas enamoradas!
Assim dá gosto amar e ser amada!
Que sabor intenso de ternura!
Hum! Deliciosamente intenso e perfeito!

5 comentários:

  1. Que doçura de poema.
    Que delícia amar e ser amada assim...lindo demais...beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Viajei na docilidade do teu poema.O amor é para ser correspondido, senão não terá graça.
    Excelente, poeta!
    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Um poema bonito, com muita ternura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Amiga Roselia, quanta nostagia... Sentimentos à flor da pele revelam encantos do coração. Muita paz, com Deus no coração.
    Gleidson Melo

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails