domingo, 18 de março de 2012

DOMINGO, DIA DO SENHOR



OBRIGADA, SENHOR.

Quero louvar-Te
Agradecer-Te,
Reverenciar-Te,
Por tudo de bom e belo
Que ofereceste-me,
Ao longo da minha vida,
Senhor...
TU CUIDASTE TANTO DE MIM!
Hoje é o teu dia
E devo só agradecer,
Nada a pedir,
Se estou bem,
Isso não importa,
O que vale hoje,
É tão somente,
Agradecer-te,
Porque Tu cuidas de mim
Como a pupila preciosa dos Teus Olhos Santos
Que tudo vês...
Vejo uma multidão de gente,
Sofrida,
Esfarrapada,
Maltrapilha,
Sofredores ambulantes,
Aos quilos,
Sem amor,
Sem ternura,
Com indiferença,
Nossa e dos demais...
Como não pedir por eles,
Mesmo sendo o Teu Dia Sagrado,
Senhor?
Hoje é Domingo,
Dia de alegria e de festa,
Muitos reúnem-se em família
Quem a tem...
Muitos não vêem diferença,
No Teu Dia Sagrado...
Porque não têm ninguém,
Passam o dia sozinhos...
Sem terem com quem conversar,
Sem receberem sequer um Bom Dia...
É triste, sabe,
Senhor?
Ameniza a dor da solidão dos corações despedaçados,
Como nos dissestes no salmo 137,
Tantas vezes Tu me falas por via dos acontecimentos
Afrontas, humilhações...
Tudo deveria receber com alegria
Para parecer-me contigo...
Perdoe-me a malévola desconfiança,
Fazes, abraçando eu a Cruz Sagrada,
Dela enamorar-me
Como força e consolo nas cruzes diárias.
Sei, Senhor,
Que o Teu Jugo é suave
E o Teu Fardo é leve...
Desculpe-me, Senhor,
Havia dito que nada ia pedir-Te,
E acabei pendido por tantos
E por mim também...
Tu me encontrarás nos versos acima...
Sei que sabes onde achar-me por aqui,
Meu amigo querido.
Senhor,
Ensine-me a viver assim:
O MEU ROSTO NÃO É PARA MIM...
Tua filha, irmã e também amiga
Apesar de não saber sequer o que pedir-te...

2 comentários:

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails