quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

SILÊNCIO FECUNDO +




Naqueles campos...
Gados, pastagens,
Animais mansos,
Eucaliptos.
Verdes miragens...
O silêncio que fala
Quando calo...
Há perigo e oportunidade,
Longe da cidade.
Escuto o Eterno...
Observo os matizes,
Longe do Templo
Onde contemplo
O sempre Terno.
Sou casinha branca,
Oculta
Em meio às fazendas.
Sê-me Abrigo
Em tua Tenda!
Meus olhos avistam, ao longe,
O gado espalhado
Pelas montanhas
Que olha-me espantado.
Sou o contraste e a marcada,
À comunhão lista...
Saboreio a serenidade profunda
Da paz do local oriunda.



"Uma vez que se ama,
a poesia se instala.
Você pode não expressá-la,
mas ela será vivida".


20 comentários:

  1. Oi Rosélia querida

    Adorei a poesia.
    Não sou boa nisso, mas posso vivê-la.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  2. quando escutamos o silencio, encontramos a essência de tudo
    beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Preciosa e Perfeita Amiga e Poetiza Sublime:
    "...Escuto o Eterno
    Observo os matizes
    Longe do Templo
    Onde contemplo
    O sempre Tern..."

    Que poema mais maravilhoso, terno e de deslumbre.
    Existe mesmo um silêncio fecundo do seu fabuloso e gigante sentir.
    Extraordinário e concebido pelo seu coração doce e magistral de beleza.
    Parabéns.
    Adorei.
    É admirável e notável, poetiza amiga.
    Espero que tivesse tido Festas Felizes extensivas à sua família.
    Abraço amigo de respeito imenso pelo que concebe de pureza e encanto.
    Com estima. Sempre.

    pena

    Excelente, poetiza preciosa.
    MUITO OBRIGADO pelo ser fantástico que é.
    Bem-Haja, notável amiga e poetiza de sonho.
    É divinal.

    ResponderExcluir
  4. Silêncio faz bem a alma.
    Um ano de grandes TransformAções procê.
    Meu abraço.

    ResponderExcluir
  5. Que vontade de deitar nessa rede em silêncio profundo, amiga!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Querida amiga,


    Bom retorno! A poesia é linda e emana paz. Obrigada. Um ano maravilhoso para você e seus familiares.

    *Ainda estou fora do RJ. Mas onde estou só chove! Rsrs

    Beijos com carinho.

    ResponderExcluir
  7. SAUDADES!!!!

    Este corre corre do FinaL de Ano nos afasta
    um pouco dos BLOGS
    Mas cá Estou
    Vim ver vc
    Posso usar a rede??
    Amo cochilar e virar
    a índia q 1 dia fui
    quero voLtar no tempo e descansar
    neste teu cantinho tão gostoso.

    bjsssssssssssssssssssss//

    ResponderExcluir
  8. Olá Orvalho do Céu!
    Pois seja bem vinda, a este novo ano que já começou, que bom que as férias foram boas junto dos filhos e netos, eu só tenho uma neta ainda,mas já sei o quanto são importantes os netos.
    Bem bonito o seu poema, bem perto da natureza.

    beijo,
    José.

    ResponderExcluir
  9. Um mimo, um adelicada poesia com a carinha da página da dona, é mto bom sempre passear por aqui, pra vc minha linda bjos, bjos e bjosssssssssss

    ResponderExcluir
  10. É examente essa a sensação que tenho quando estou viajando pelos Sertão do Nordeste com meus amigos, tem sempre aquele momento da viagem em que todos caimos em um silêncio contemplativo, apreciando a beleza, sentindo o prazer da vista!!!!

    A poesia expressa os sentimentos com perfeição sempre!!!

    ResponderExcluir
  11. Orvalho, que poesia linda ,vontade de deitar nesta rede e deixar o vento e o silêncio sussurar.Adorei sua visita e que bom que voltou
    bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá querida, muito obrigada por fazer parte da minha festa, sua participação é sempre especial. Já likei no blog. Desejo um 2011 maravilhoso para vc, com mto amor, paz e luz. Beijocas

    ResponderExcluir
  13. olá amiga obrigado pela visita tudo de bm para vc com muita paz emuita luz um grande beijoooooooo

    ResponderExcluir
  14. Orvalho do Céu, como estás?
    Vim agradecer o comentário em meu blog: quanta recepção na chegada da minha viagem! Férias são dignas de passear com familiares, eu ainda estou percorrendo passos nesses dias de folga.. um grande abraço!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. LINDA POESIA COM ODOR A NATUREZA...VALE A PENA POR SER UM SILÊNCIO FECUNDO...

    GRATA PELAS INTERVENÇÕES. SEI QUE ESTÁ FELIZ...CONTINUE ASSIM...
    MUITOS BEIJINHOS E BOM ANO PARA SI E PARA A SUA FAMÍLIA.

    ResponderExcluir
  16. Oi amiga Ro, td bem?!
    Espero que sim, desculpe a demora de voltar no seu tão maravilhoso cantinho...
    Estou vindo retribuir o seu carinho deixado no meu cantinho
    Espero que tenha tido uma temporada de festas abençoado...

    Desejo a ti um otimo sabado
    Fique com Deus
    bjs JUH

    ResponderExcluir
  17. Querida amiga que poema lindo. Como devia saber bem deitar nessa rede em silêncio e deixar divagar o nosso espírito para longe, apenas descansar, (bem que eu hoje estava a precisar...)
    Bom fim de semana
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  18. Na paz, o fluir da vida.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  19. Vi-me no meu sítio, lugar que amo e meu refúgio neste planeta!
    Essa paz, essa calma, esse silêncio que fala e preenche é deliciosamente mágico e necessário.
    Que vc tenha muitos momentos assim ao longo deste ano.
    Beijos!

    ResponderExcluir

Deixe seu toque poético aqui.

Related Posts with Thumbnails